Bonsai

Hornbeam - Carpinus betulus

Hornbeam - Carpinus betulus



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Generalitа


É uma planta de tamanho médio difundida na Europa, América do Norte e Ásia; na natureza, pode atingir uma altura de trinta metros.
Possui folhas verdes claras, pequenas, ovais, plissadas, que no outono são de cor amarela. A casca é marrom clara a cinza, os galhos são geralmente longos e finos. A coroa se desenvolve em uma forma cônica. É uma planta muito rústica, que não requer cuidados especiais em relação ao cultivo, muito recomendada para iniciantes. Para o bonsai também são utilizadas as variedades C. Laxiflora, com folhas vermelhas, e C. Turczaninowii, com folhas pequenas.

Poda e exposição




Poda: as podas mais vigorosas são realizadas no final do inverno, quando a planta perde suas folhas, nesse período o arame é aplicado. Durante a estação de crescimento, os botões são cortados deixando 1-2 folhas e as folhas maiores são eliminadas. O raio da buzina produz muitos rebentos, portanto, é apropriado acompanhar o crescimento cuidadosamente.
Exposição: o raio da buzina não apresenta grandes problemas de exposição, geralmente surge ao sol, evitando, no entanto, deixá-lo nos períodos mais quentes do verão, mesmo que tolere bem o clima muito seco.

Hornbeam - Carpinus betulus: Outras dicas


Rega: a rega deve ser frequente, mas moderada, aguardando a secagem do solo entre uma rega e outra; sofre mais com excesso de água do que com deficiências. Nos períodos mais quentes do ano, borrife as folhas com água destilada, possivelmente no início da manhã ou à noite.
Solo: não possui necessidades particulares, adapta-se bem a qualquer solo, preferindo solos argilosos; para preparar uma compota ideal, misture uma parte de turfa, uma parte de areia e três partes de argila. É recomendável repotá-lo a cada dois ou três anos, no final do inverno, antes do reinício vegetativo.
Multiplicação: ocorre semeando sementes frescas no outono; na primavera é possível fazer estacas semi-lenhosas, enraizadas em uma mistura de turfa e areia em partes iguais.
Pragas e doenças: quase nunca é atacado por pragas e doenças; às vezes os pulgões lanigeri se instalam nos brotos mais jovens.